Romário processa revista, pede R$ 75 milhões e direito de resposta

Acusado de ter uma suposta conta não declarada na Suíça, o ex-jogador Romário voltou a se defender da publicação feita pela revista Veja. Na noite de quarta-feira, o atual senador (PSB-RJ) divulgou nas redes sociais uma carta do banco suíço BSI para reiterar que não é dono do saldo de R$ 7,5 milhões que a publicação alegou ser dele. Já nesta quinta, ele revelou que processou a revista, pedindo R$ 75 milhões de indenização por danos morais e direito de resposta.

 

"O processo continua! Estou pedindo na justiça R$ 75 milhões por danos morais e direito de resposta na edição impressa da revista", escreveu o tetracampeão do mundo, em sua conta no Twitter.

"Pra encerrar o assunto, agradeço a todos que me apoiaram nesse episódio da revista e que confiaram na minha resposta desde o começo", completou.

Também na quarta-feira, a própria Veja reconheceu o erro ao publicar o extrato falso e pediu desculpas a Romário e aos leitores.

"A nota do BSI dissipou todas as questões a respeito do extrato. Ele é falso. [...] Por ter publicado um documento falso como sendo verdadeiro, Veja pede desculpas ao senador Romário e aos seus leitores. [...] Estamos revisando passo a passo o processo que, sem nenhuma má fé, resultou na publicação do extrato falso nas páginas da revista, evento singular que nos entristece e está merecendo toda atenção e cuidado para que nunca mais se repita", diz trecho da nota.

Entenda o caso

A revista Veja publicou que Romário teria um valor de 2,1 milhões de francos suíços (cerca de R$ 7,5 milhões) depositados no banco BSI, da Suíça, com sede na cidade de Lugano, que não foram apresentados na declaração oficial apresentada à Justiça Eleitoral em 2014.

Ainda de acordo com a Veja, o saldo é elevado por rendimentos em aplicações no período de um ano a partir de 31 de dezembro de 2013, como aponta um extrato do dia 30 de junho de 2015.

Os brasileiros com contas em bancos do exterior e saldo acima de US$ 100 mil devem informar à Receita Federal para a cobrança do devido imposto.

Pouco tempo depois, Romário viajou até a Suíça para mostrar que não era dono do dinheiro em questão. O ex-jogador ainda ironizou a publicação.

FONTE: ESPN


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!