Partido Nacional Corinthiano tem pedido de registro negado pelo TSE

Nesta quinta-feira, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou, de forma unânime, o pedido de registro do Partido Nacional Corinthiano (PNC). A Corte alegou que a sigla não cumpriu os requisitos legais para a sua criação, uma vez que não apresentou a documentação necessária para a oficialização da nova legenda.

 

"Não há como sobrestar o pedido de partido político de modo a possibilitar que o interessado traga documentos que deveriam ser apresentados no pedido inicial. Esse processo não gera nenhum efeito para eventual futuro processo. Não é o caso de pedir a reabertura desse processo", disse o relator do caso, ministro Henrique Neves.

 

Em agosto de 2014, o Partido Nacional Corinthiano foi registrado perante o 2º Ofício de Registro Civil de Brasília e, desde então, aguardava decisão do TSE sobre a sua situação. De acordo com o presidente da agremiação, Juan Antonio Moreno Grangeiro, o grupo defende os ideais democráticos da Democracia Corintiana.

 

"Perseguimos os mesmo objetivos lançados como alicerce do movimento denominado Democracia Corintiana, implantada no Sport Club Corinthians Paulista por lideranças como Sócrates, Casagrande, Wladimir, dentre outros, no início da década de 1980, portanto há mais de 30 anos", afirmou.

 

FONTE: ESPN


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!