Jornalista da TV Azteca acusa técnico da seleção do México de agressão

Christian Martinoli, jornalista da "TV Azteca", acusou nesta segunda-feira o técnico do México, Miguel Herrera, de ter desferido um soco contra ele.

 

Martinoli garantiu que a suposta agressão ocorreu quando se dirigia ao controle de segurança do do aeroporto de Filadléfia, onde na noite de domingo o México venceu Jamaica e conquistou o título da Copa Ouro 2015 da Concacaf.

 

Em declarações à emissora, Martinoli denunciou que quando viu chegar "gente da seleção", pediu a seu companheiro comentarista Luis García que se colocasse diante dele e então começou a observar seu telefone celular.

 

"Abaixei a cabeça para ver o celular e aí senti um soco no pescoço", disse Martinoli, ao assegurar após o incidente que Herrera continuou desafiando e que advertiu que fará o mesmo em cada ocasião em que se encontrarem.

 

David Medrano, comentarista esportivo da "TV Azteca" e companheiro de Martinoli, ratificou o incidente em declarações à "Rádio Fórmula" e acrescentou que a filha do técnico também teria dado uma bofetada em Luis García.

 

Mendrano informou que quando Luis García interveio para acalmar a situação, "recebeu uma bofetada da filha do treinador".

 

Martinoli, que narra as partidas da seleção mexicana, tem diferenças de opinião com Herrera desde que em junho discutiu com a filha do treinador nas redes sociais.

 

Na ocasião, o técnico desqualificou Martinoli, afirmou que era o único jornalista que o criticava e advertiu que chegaria o momento de acertar as contas.

 

FONTE: ESPN


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!