Demitido do México, Miguel Herrera chama agressão a jornalista de 'penoso incidente'

O ex-técnico do México, Miguel Herrera, classificou nesta terça-feira como "um penoso incidente" a agressão cometida contra um jornalista esportivo no aeroporto da Filadélfia, nos Estados Unidos, após a conquista da Copa Ouro.

 

Em comunicado divulgado horas depois do anúncio de sua demissão do comando da equipe, Herrera pediu desculpas à torcida mexicana, integrantes da comissão técnica, jogadores da seleção, diretores da federação e à imprensa, mas sem citar especificamente o agredido.

 

Herrera acertou um soco no comentarista esportivo da TV Azteca Christian Martinoli na última segunda-feira. O próprio jornalista denunciou a agressão, que foi confirmada em vídeos e por testemunhas que estavam no aeroporto da Filadélfia.

 

A agressão foi decisiva para a demissão, anunciou o presidente da Federação Mexicana de Futebol (FMF), Decio de María.

 

Também esteve envolvida no incidente a filha de Herrera, que empurrou e deu um tapa no ex-jogador Luis García, que assim como Martinoli trabalha como comentarista da emissora "Azteca".

 

"Ficou claro para mim que essa não é a atitude que um treinador do México deve tomar, apesar de eu ter recebido todo o tipo de crítica e ofensa pessoal", escreveu o técnico.

 

"Estou profundamente triste de deixar o cargo de técnico da seleção por essa causa lamentável já que os resultados esportivos foram, em grande parte, positivos dentro dos objetivos", completou.

 

Herrera assumiu o comando da seleção em novembro de 2013 em meio a uma grave crise de resultados depois de ter terminado em quarto nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, o que obrigou o México a enfrentar a Nova Zelândia na repescagem.

 

O ex-treinador dirigiu a equipe em 37 partidas, venceu 18, empatou 12 e perdeu sete, com 63 gols marcados e 34 sofridos.

 

A imprensa mexicana aponta Gustavo Matosas, hoje treinador do Atlas, e Ricardo Ferretti, atualmente no comando do Tigres, como favoritos para substituir Herrera no cargo.

 

FONTE: ESPN


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!