Cruzeiro demite Luxemburgo após dez derrotas em menos de três meses

O técnico Vanderlei Luxemburgo não vai comandar mais o Cruzeiro neste Campeonato Brasileiro. Em reunião nesta tarde de segunda-feira, ficou decidido que o treinador não está mais à frente do clube. Além de Luxa, o diretor de futebol, Isaías Tinoco, também se desligou do clube após pouco mais de um mês no cargo.

 

Nesta quarta-feira, Deivid deverá ser o comandante celeste na partida contra a Ponte Preta, em Campinas. O Cruzeiro ainda estuda a possibilidade de anunciar o novo treinador após o jogo ou nos dias seguintes.

 

"Não acho que esse era um momento bom para trocar de treinador, mas eu não podia deixar mais as coisas dessa forma. Vim para a Toca (da Raposa II) mais cedo e conversei com ele (Vanderlei Luxemburgo) sobre o cargo que ele ocupava. O Vanderlei não é mais técnico do Cruzeiro e o (Isaías) Tinoco não é mais o diretor de futebol", comentou Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro.

 

Vitorioso na primeira passagem pelo clube, entre 2002 e 2004, Luxa não conseguiu repetir o bom desempenho da década passada e não durou três meses no cargo. Nesse período foram 19 partidas, entre Copa do Brasil e Brasileirão, e foram dez derrotas.

 

Nos últimos dez compromissos, Luxa alcançou somente uma vitória, despertando a ira da torcida cruzeirense, que passou a questionar suas decisões e pedir por sua saída.Essa foi a segunda demissão do treinador nesse Brasileiro. Até a terceira rodada, ele estava no Flamengo.

 

Contratado para substituir o bicampeão Marcelo Oliveira, Luxemburgo chegou no começo de junho e venceu as três primeiras partidas, contra Flamengo, o clássico com o Atlético e o Vasco. A empolgação inicial deu lugar a uma série de frustrações, que começou na derrota para a Chapecoense, no Mineirão, mesmo com quase 40 mil torcedores presentes.

 

A meta inicial era de alcançar uma vaga para a Libertadores. No entanto, os resultados não vieram e os objetivos foram mudando, e hoje o principal foco do clube é em se manter na primeira divisão. O Cruzeiro tem 22 pontos na 16ª colocação, superando o Goiás e Coritiba, na zona de rebaixamento, somente devido ao saldo de gols.

 

A partir de agora, o Cruzeiro inicia sua busca por um treinador, ainda sem data para ser anunciado.

 

"Ainda não temos um nome definido e não é fácil um acordo como esse. Pode ser que não se resolva tudo depressa. Conversamos com o Deivid (auxiliar de Luxemburgo) e com o (Antônio, preparado físico) Mello para ficarem aqui até que a gente encontre uma solução para o nome. Na quarta, o Deivid comanda o time. No domingo, se não tivermos um novo treinador, ele também estará no comando", acrescentou, Gilvan.

 

FONTE: UOL


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!