Após demitir Luxemburgo, Cruzeiro age rápido e acerta com Mano Menezes

Após demitir o técnico Vanderlei Luxemburgo na tarde da última segunda-feira, o Cruzeiro, já nesta terça, agiu rápido e está de técnico novo. Trata-se de Mano Menezes, que volta a comandar um clube desde que deixou o Corinthians no final de 2014.

 

Ele já acompanha a equipe celeste nesta quarta-feira em Campinas (SP), onde vai assistir o jogo contra a Ponte Preta, pelo Campeonato Brasileiro.

 

O treinador vai trabalhar novamente no Cruzeiro, já que, em 1997, teve passagem rápida pela Toca da Raposa, quando estagiou com Paulo Autuori. Depois, em 2008, quase acertou com o time celeste. Mano, contudo, preferiu aceitar o "projeto irrecusável" corintiano, que acabara de cair para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

 

Em 2014, pela equipe alvinegra, o técnico comandou em 61 jogos, venceu 31, empatou 15 e perdeu outros 15, obtendo um aproveitamento de 59%.

 

Mesmo assim, a diretoria resolveu pela troca com Tite, já que foi a primeira temporada em que o Corinthians não se sagrou campeão de algum torneio desde 2010: terminou o Nacional na terceira posição, foi eliminado - de forma improvável - nas quartas de final da Copa do Brasil pelo Atlético-MG e se sequer se classificou para a segunda fase do Campeonato Paulista.

 

O treinador fez nos últimos meses um curso da Uefa para técnicos que contou com carga de horária de 250 horas. O comandante do Chelsea, José Mourinho, foi um dos que frequentou a mesma escola que o treinador brasileiro.

 

Visando trabalhos futuros no exterior, Mano Menezes dedicou seu tempo para estudar e aprender inglês, assim como seu auxiliar Sidnei Lobo, que morou dois meses em Londres.

 

Mano ainda trabalhou no Flamengo e na seleção brasileira. Em 2013, pelo rubro-negro carioca foram 20 jogos, sendo sete vitórias, seis empates e outras sete derrotas, totalizando 45% de aproveitamento. Ele, entretanto, pediu demissão por não conseguir transmitir suas ideias ao elenco flamenguista, deixando o clube na 15ª colocação à época.

 

Já pelo selecionado nacional foram apenas dois anos de trabalho, com 33 jogos, 21 triunfos, seis igualdades e outros seis reveses, sendo demitido pouco tempo após vencer o Superclássico das Américas contra a Argentina.

 

Agora, Mano Menezes, que "disputava" o cargo de treinador do Cruzeiro com Adilson Batista, terá a missão de tirar a equipe mineira de perto da zona de rebaixamento. Com a derrota para o Santos, a "Raposa" estacionou na 16ª colocação, com 22 pontos, mesmo número que o Goiás, primeiro no grupo dos quatro últimos do campeonato.

 

Sua estreia, no entanto, deve ser apenas no próximo domingo, quando o Cruzeiro recebe o Figueirense, às 11h (de Brasília), no Mineirão, em partida válida pela 23ª rodada do Brasileiro. Para o jogo diante da Ponte Preta, na quarta-feira, no Moisés Lucarelli, em Campinas, o ex-atacante e auxiliar, Deivid, comandará a equipe.

 

FONTE: ESPN


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!